LOGÍSTICA URBANA NO E-COMMERCE: DESAFIO DA ÚLTIMA MILHA

5  minutos de leitura04 agosto 2022

Antes de tudo, a generalização das compras online entre as pessoas de todas as idades teve um impacto bastante considerável na mobilidade das cidades. Assim, os consumidores estão cada vez mais exigentes e desejam que a sua experiência de compra seja perfeita, incluindo, é claro, a entrega da embalagem no prazo e no local certo. Além disso, é aqui que entra a logística urbana ou de última milha, ou seja, o processo da cadeia que vai desde o último ponto de distribuição até ao produto chegar ao cliente final.

Logística urbana na era do e-commerce

Segundo o estudo Last Mile Delivery: What Shoppers Want and How to #SaveRetail, realizado por Convey, destaca-se:

  • Mais de 73% dos compradores esperam que a empresa de entrega lhes dê uma previsão de entrega, do seu produto, numa data exata;
  • No entanto, 45% desejam ter garantido um horário específico no máximo de duas horas;

Estes desejos não correspondem à realidade de um ecossistema urbano, repleto de obstáculos para os transportadores. Sobretudo devido às restrições de trânsito, engarrafamentos e aos locais de difícil acesso.

Desafios da última milha no e-commerce

Um grande obstáculo para o e-commerce é o facto dos clientes quererem que as suas pequenas compras sejam entregues na própria porta, o mais rápido possível (com apenas um dia ou algumas horas de margem a contar desde o momento da compra) e no momento que lhes convém. Mas como conjugar isso com:

  • Os regulamentos de trânsito, estacionamento e carga e descarga cada vez mais rígidos estabelecidos pelos conselhos municipais?
  • … O enorme custo do combustível para as empresas transportadoras que estão em deslocações permanentes durante todo o dia?
  • … E com a consequente poluição ambiental que é gerada pelas emissões dos veículos?

Portanto, é urgente encontrar soluções criativas para oferecer um serviço que atenda às expectativas dos clientes, mas sem transformar as cidades em pequenos infernos irrespiráveis.

Soluções para otimizar a logística urbana

Sobretudo, entre as propostas que o sector está a considerar estão:

1. ‘Armários’ ao estilo da Amazon “lockers”

Trata-se de tentar criar espaços como armários onde as empresas possam depositar vários encomendas ao mesmo tempo; e os clientes possam ir buscar os seus produtos à hora que pretenderem.

2. Pontos de recolha

Semelhantemente, os pontos de recolha estão a tornar-se cada vez mais procurados. Quer seja em lojas físicas das próprias marcas ou em estabelecimentos que se dedicam a outros fins. Estes pontos são muito úteis para quem passa muito tempo fora de casa.

3. Drones e robots

Embora a nível tecnológico ainda haja muito a melhorar, os drones são uma solução rápida, autónoma e barata para transportar as encomendas leves para locais de difícil acesso.

4. Transportation Management Systems (TMS)

Um TMS é um software capaz de planear e modificar as rotas de transporte, em tempo real, para economizar tempo e dinheiro. Com a ajuda do big data, um TMS permite que enfrente imprevistos, escolha as rotas mais rápidas e estabeleça a ordem de entrega ideal para tornar o investimento rentável.

5. Rastreabilidade atualizada ao minuto

Certamente que acalmar a ansiedade dos clientes e melhorar a sua experiência de compra também é possível através de aplicações de rastreabilidade, que os informam sobre onde estão as suas encomendas em qualquer altura.

6. Veículos de entrega alternativos

Híbridos, elétricos e até bicicletas são opções de transporte não poluentes, que cuidam do meio ambiente e são as mais viáveis ​​para a entrega em determinados locais.

Como é que a embalagem ajuda a melhorar a logística urbana?

Surpreendentemente não só a tecnologia que é útil para melhorar a logística urbana. Neste sentido, escolher também a embalagem certa para os seus pedidos de e-commerce é igualmente crucial para ter sucesso na última milha. Segundo o diretor comercial Europeu de Grandes Contas da RAJA, Etane Derhy , “não só é possível reduzir os custos logísticos, mas também economizar tempo” na preparação e na entrega das encomendas.

“Otimizar a embalagem é a maneira de alcançar uma logística de última milha que gera lucro e é também sustentável”, segundo Bernard de Paauw, diretor geral da RAJA, em Espanha. Para além disso, e entre todas as medidas possíveis, destaca-se o combate ao excesso de embalagens. “Adapte o tamanho das embalagens ao volume de seu conteúdo, com produtos como caixas de altura variável; ou estandardizar a preparação de encomendas com soluções como as almofadas de ar insufladas. Assim sendo, eles podem aproveitar ao máximo o espaço disponível nos seus veículos ”, segundo Bernard De Paauw.

“Otimizar a embalagem é o caminho para uma logística de última milha que gera lucro e é também sustentável.”

Bernard de Paauw, Diretor Geral da RAJA, em Espanha

Procura um parceiro para acompanhar o seu e-commerce com embalagens eficientes e atraentes? Junte-se à RAJA e descubra a nossa ampla gama de embalagens para e-commerce, com todas as referências sempre em stock!

    Os melhores temas