SEGURANÇA E MEIO AMBIENTE NAS EMBALAGENS

4  minutos de leitura10 março 2022

Neste post iremos falar-lhe de segurança e meio ambiente, nas embalagens, naquela que é a nossa nova realidade devido à crise pandémica que atravessamos. Assim e de antemão, o sector das embalagens provou ser uma indústria essencial para que o mundo continue a funcionar, devido à crise da COVID-19. Deste modo, a embalagem:

  • Tem sido crucial para garantir a segurança no transporte de alimentos e produtos farmacêuticos;
  • Permitiu aumentar as vendas do e-commerce e as entregas ao domicílio, simplificando a preparação das encomendas;
  • Tem ajudado a reforçar a higiene nas áreas como os hotéis e os restaurantes.

No entanto, proteger-se do vírus através da desinfeção das embalagens e utilização de produtos descartáveis ​​também tem o outro lado. Assim, estamos a lidar com um aumento no consumo do plástico que temporariamente substituiu outras opções de embalagens mais sustentáveis. Nesse sentido, será viável cuidar da nossa saúde e, ao mesmo tempo, do planeta com esta nova normalidade? Que papel é que a embalagem deve de desempenhar?

Consumo de recipientes, embalagens eequipamentos de higiene e limpeza durante a crise do coronavírus

Em primeiro lugar, a procura de embalagens devido à pandemia tem-se verificado, sobretudo, nos setores dos alimentos, das farmácias e dos e-commerce. Os consumidores têm optado por fazer as suas compras em casa, quer seja por telefone ou pela internet. Como resultado, o consumo de embalagens, para e-commerce, aumentou bastante.

Por outro lado, os supermercados e os estabelecimentos de entrega e take-away têm vindo a investir, além das embalagens, na segurança dos seus clientes e dos seus colaboradores, disponibilizando-lhes produtos de proteção contra a COVID-19.

Esses equipamentos de proteção individual e coletiva (EPI’s) são justamente e em grande parte os responsáveis ​​pelo aumento da gestão de resíduos plásticos. Muitos deles, como é, por exemplo, o caso das máscaras e das luvas, são descartáveis. Já outros, como os óculos ou os painéis de acrílico, vão ver o seu consumo bastante reduzido quando a pandemia terminar. O problema é agravado pelo fato de que, para evitar a propagação do vírus, eles devem de ser colocados no lixo, fora dos circuitos da reciclagem. Portanto, um dos grandes desafios globais, a curto prazo, será o de fazer a gestão correta ao eliminarmos esses materiais.

O papel da embalagem e dos produtos de um só uso

Segundo uma pesquisa feita pela Nielsen indica que os hábitos de compra através da internet vieram para ficar. 24% dos questionados indicam que continuarão a comprar alimentos frescos pela internet, enquanto 26% farão o mesmo com alimentos embalados e 27%, com as bebidas.

Também alguns retalhistas indicam que encontraram na embalagem e no plástico uma grande vantagem de segurança contra a COVID-19. Eles destacam, portanto, a dessas soluções de embalagem durante a pandemia e acreditam que esta tendência é um “retrocesso necessário” em termos ambientais. No entanto, destacam que soluções alternativas, como a promoção da reciclagem e da economia circular, continuarão a ser uma prioridade.

Princípios para as embalagens sustentáveis ​

Mas à primeira vista, o que pode fazer para continuar a sua prevenção contra a COVID-19, respeitando o meio ambiente na seleção das embalagens para o seu negócio? Damos-lhe três dicas:

  • Uma embalagem reutilizável não precisa de ser menos segura do que uma descartável. Basta submetê-la a um processo adequado de limpeza e desinfeção;
  • Não confunda proteção anti-coronavírus com embalagens em excesso. A embalagem deve de ter o formato e o tamanho correto para os produtos que envolve: não colocando uma caixa dentro da outra ou sobrepondo diversas camadas de materiais;
  • A RAJA dispõe de embalagens Eco-Responsáveis, fabricadas com matérias-primas recicladas e/ou recicláveis.

Descubra os 5-R’s da embalagem! Visite o nosso website e equipe o seu armazém com as embalagens mais resistentes e inovadoras!

    Os melhores temas