EMBALAGEM SENSORIAL: A EMBALAGEM CRIATIVA DO FUTURO

4  minutos de leitura30 agosto 2022

Certamente, temos um apego especial às embalagens tradicionais devido à sua utilidade e universalidade, mas não podemos deixar de nos fascinar pelas novas tendências em embalagens criativas. Uma delas é a embalagem sensorial. Principalmente, ela promete conquistar-nos através dos nossos sentidos, quando recebermos uma encomenda que, geralmente, é enviada por um e-commerce.

Assim, o que é que as marcas estão a pensar em termos de inovação de embalagens? Estamos a entrar numa nova era: a das embalagens criativas do futuro, e não queremos perdê-la.

Então, o que é embalagem sensorial?

A embalagem sensorial é um tipo de embalagem que é pensada para criar uma experiência de compra diferenciada, especialmente para os clientes no momento em que recebem a embalagem e fazem o unboxing.

O comércio tradicional, em lojas físicas, cuida deste aspeto desde sempre. Em suma, ele faz com que o cliente se sinta confortável na loja. A iluminação, a decoração e estética, a distribuição dos produtos, a música ambiente, o cheiro ao entrar na loja, entre outros.

A embalagem sensorial nasce do desejo do e-commerce de reproduzir a experiência de uma compra na loja física, mas oferecendo a possibilidade de abrir uma embalagem em qualquer local. Inegavelmente, a embalagem e o packaging procuram estimular os sentidos do cliente e criar emoções.

Decerto que a primeira coisa que um cliente vê ao receber uma embalagem é a embalagem externa. Como resultado, o primeiro sentido que recebe a informação é a visão: uma rápida identificação das cores, mensagens e logotipos. O resto da informação sensorial é misturada. As marcas procuram, cada vez mais, transmitir harmonia. O tato está envolvido na abertura da embalagem: um enchimento de papel tissue não transmitirá o mesmo que um enchimento de papel kraft, por exemplo. Para estimular o olfato, muitas marcas já incorporam o cheiro característico da loja física na embalagem.

O som é trabalhado através dos diferentes materiais de embalagem. Afinal, já existem muitos e-commerce que até pensam no sabor acompanhando a encomenda algum detalhe simpático. Por exemplo: guloseimas.

Alcançar uma experiência multissensorial graças à embalagem é possível

Com efeito o estudo do ProCarton e Gruppe Nymphenburg, Verpacken Sie Limbisch (“a embalagem segundo a abordagem límbica – parte do cérebro envolvida nas emoções -) estudou a experiência de compra multissensorial aplicada às marcas.

Algumas das recomendações deste estudo para seduzir os clientes com embalagens são:

– Adapte a embalagem ao público-alvo: investigue a pessoa que vai abrir aquela embalagem, tendo em consideração valores demográficos como a idade ou sexo, por exemplo;

– Comunique com clareza: temos que decidir qual a emoção que queremos despertar no cliente, que vai abrir a embalagem, e qual a mensagem que queremos;

– Embalagem minimalista e centrada: muitos detalhes podem confundir o cliente e reduzir o impacto da mensagem ao fazer o unboxing da embalagem. A simplicidade deve de estar sempre presente;

– Expresse emoções através do material da embalagem: por exemplo, conforme tratamos o cartão, ele pode expressar diferentes motivações: naturalidade, mas também efeito vintage, funcionalidade, austeridade, poesia, precisão, entre outros;

– Envie sinais aos sentidos: a comunicação multissensorial estimula, a abertura do resto dos nossos sentidos, enriquecendo a satisfação do cliente;

– Apoie a imagem da marca através da embalagem: os valores da marca devem de ser sempre tidos em consideração no design de embalagens criativas. Trata-se de complementar, portanto, a experiência do cliente em relação à marca.

Conclusão

Quer surpreender e deslumbrar os seus clientes com as embalagens? Na RAJA somos especialistas em embalagens! Se precisar de conselhos, contacte os nossos especialistas através do número de telefone 707 788 008 ou através do email: contacto@rajapack.pt. Eles terão todo o gosto em ajudá-lo/a escolher quais as soluções que melhor se adaptam ao seu negócio.

    Os melhores temas