• 707 788 008 0,10€/min (rede fixa) ou 0,25€/min (rede móvel) + IVA
  • Grandes encomendas? Orçamento gratuito e rápido
  • 4,4/5
    Avaliação dos clientes
  • Entrega em Portugal continental Entrega grátis para encomendas superiores a 200€ (sem IVA) em Portugal continental.
logo raja 707 788 008 0,10€/min (rede fixa) ou 0,25€/min (rede móvel) + IVA
0,00 € Cesto vazio
Encomendar Por referência

Programa Ação Mulheres e Meio Ambiente

Programa Ação

Mulheres e Meio Ambiente

FINANCIADO PELA FUNDAÇÃO RAJA-DANIÈLE MARCOVICI

COM A RAJA, EMBALAR DE FORMA
ECO-RESPONSÁVEL É TAMBÉM UM GESTO SOLIDÁRIO.

OS PRINCÍPIOS DO PROGRAMA

fornecedores

A RAJA, em cooperação com os seus fornecedores, selecionou produtos ecológicos para realizar esta ação.

Até 31 de agosto de 2021, cada vez que comprar qualquer um dos produtos selecionados, iremos doar 1€ por cada pacote comprado para a Fundação RAJA-Danièle Marcovici.

femmes

A Fundação selecionou 6 projetos para o programa "Mulheres e Meio Ambiente". Os recursos arrecadados serão enviados ​​às associações que atuam no terreno.

Projetos

Carton Plein

Projeto 1: Carton Plein

Proporcionar alojamento, inclusão social e profissional às mulheres. Financiado por workshops de reciclagem de caixas de cartão.

Em França, 143.000 pessoas são sem-abrigo, sendo 3.000 pessoas apenas em Paris. Eles vivem em habitações precárias e em condições perigosas. A maioria destas pessoas está desempregada e não tem acesso a serviços sociais. A Carton Plein foi criada para ajudar a fornecer alojamento, apoio médico, aconselhamento e apoio financeiro.

Com o aumento da pobreza e do desperdício em França, a associação pretende abordar estas duas questões com a integração socioprofissional e workshops de reciclagem de resíduos de cartão. Infelizmente, a percentagem das mulheres vulneráveis que vivem nas ruas é superior à dos homens, pois estão mais expostas a abusos e estão a tentar escapar. A Carton Plein é um projeto piloto que visa incentivar a participação das mulheres e a sua integração.

Carton Plein

Desde 2012, a Carton Plein tem como objetivo reduzir o desperdício de cartão em Paris e, ao mesmo tempo, promover a inclusão social e profissional de pessoas vulneráveis através da reciclagem de cartão.

Visite o site

Objetivos

  • 25 mulheres em situação precária receberão apoio
  • Realização de um trabalho de investigação sobre igualdade de género

Gret

Projeto 2: Gret

Promover papéis de liderança para as minorias étnicas femininas, gerir e formar programas sustentáveis de ecoturismo.

No norte do Vietname, na reserva natural de Pu Luong, onde existem 17 hectares de floresta, as minorias étnicas Thai e Muong, cujo sustento depende da proteção florestal (de baixa remuneração) e de serviços de criação de animais, vivem em condições muito precárias. As mulheres constituem a maior parte desta população e são uma grande parte da força de trabalho agrícola, no entanto, raramente são proprietárias das terras que cultivam e têm muito pouco acesso à educação e ao emprego devido à desigualdade.

Para ajudar a apoiar a igualdade de género, a GRET, em parceria com o Conselho de Gestão da Reserva, está a realizar um projeto para promover o lugar das minorias femininas na gestão sustentável dos recursos naturais e no desenvolvimento de atividades de ecoturismo. Isso permitirá que as mulheres tenham independência e recursos financeiros, ao mesmo tempo que contribuem para a proteção da floresta e dos recursos naturais.

Gret

Criada em 1976, a GRET é uma ONG internacional que oferece iniciativas sustentáveis de combate à pobreza e à desigualdade em 30 países.

Visite o site

Objetivos

  • Criar uma estrutura de trabalho dedicada à gestão florestal
  • 80 mulheres organizadas em cooperativas para fornecer serviços turísticos e produtos eco-responsáveis
  • 1 campanha de consciencialização sobre a igualdade de género e a preservação do meio ambiente

Rejoué

Projeto 3: Rejoué

Promover a integração socioprofissional das mulheres, permitindo-lhes regressar ao mercado de trabalho através da aprendizagem de competências comerciais e de competências na reciclagem de brinquedos.

Rejoué reintegra desempregados, dos quais 60% são mulheres, no mercado de trabalho através da reabilitação, reciclagem e revenda de brinquedos na sua oficina em Vitry-sur-Seine. Este ano colocou a instituição de caridade em risco; os seus 38 funcionários no programa de aprendizagem foram colocados em empregos parciais por alguns meses e as 3 lojas de retalho tiveram de fechar. Tem sido difícil para as funcionárias do programa, cujos problemas foram agravados. Para ajudar estas mulheres, foram criados grupos de aconselhamento semanal para aliviar a ansiedade que enfrentam. A associação também trabalhará para redefinir o seu projeto profissional com entrevistas individuais realizadas todas as semanas e uma estratégia de comunicação direcionada para o relançamento do negócio.

Rejoué

Desde 2012, Rejoué prepara as mulheres para o mercado laboral através da reciclagem e da venda de brinquedos.

Visite o site

Objetivos

  • 40 mulheres com apoio psicológico
  • 1 estratégia de comunicação direcionada para o relançamento do negócio

Objectif France-Inde

Projeto 4: Objectif France-Inde

Apoiar as agricultoras que vivem abaixo da linha da pobreza e ao mesmo tempo promover a adoção de práticas agrícolas sustentáveis na área rural.

Nas áreas rurais do estado de Tamil Nadu, no sul da Índia, as mudanças climáticas causadas pela seca e pela degradação do solo causaram um isolamento económico. A população tem lutado, principalmente as mulheres, que são pouco qualificadas e são discriminadas por causa do seu género.

Com seu parceiro local SEVAI (Society for Education, Village Action and Improvement), que gere os microcréditos subsidiados pelo governo, e a associação Objectif France-Inde (OFI) apoia a criação de grupos de autoajuda (SHG: Self-Help Groups) e grupos de responsabilidade conjunta (JLG: Joint Liability Groups) para as mulheres mais vulneráveis que vivem abaixo da linha da pobreza. Em 20 anos, as duas ONGs ajudaram a formar 10.000 SHGs que ajudaram 150.000 mulheres a escapar da pobreza, dando-lhes acesso a microcréditos que impactaram positivamente as suas atividades comerciais.

Com o sucesso dessas iniciativas, OFI e SEVAI desejam dedicar mais recursos para a crise de saúde e garantir a segurança alimentar para as populações rurais, dando oportunidades para as agricultoras.

Objectif France-Inde

A Objectif France-Inde foi criada em 1998 por consultores voluntários para apoiar a educação, o desenvolvimento rural e o empoderamento das mulheres em dois estados no sul da Índia.

Visite o site

Objetivos

  • 3 tanques de água renovados por 405 agricultoras
  • 845 mulheres agrupadas em SHGs e apoiadas com recursos para desenvolvimento de negócios

blueEnergy France

Projeto 5: blueEnergy France

Educar mulheres vulneráveis em práticas agroecológicas para garantir a sua própria segurança alimentar.

Em Bluefields, capital da região da Costa do Caribe Sul na Nicarágua, a população vive em condições particularmente difíceis. A cidade não tem sistema de água ou de tratamento de esgotos, o que resulta na poluição do subsolo, em saneamento precário e nenhum acesso ao abastecimento básico de água. A poluição é agravada pelas mudanças climáticas que degradam a terra, originando problemas nas culturas e na alimentação. Esta situação afeta a população, principalmente as mulheres vulneráveis. Desde 2009, a associação blueEnergy constrói e instala filtros de água, poços profundos e latrinas para melhorar o acesso à água e ao saneamento na região. Mais recentemente, a associação também assumiu a missão de melhorar o abastecimento de alimentos às populações em dificuldades, através de práticas agroecológicas. O projeto visa capacitar 2 grupos de mulheres da associação em práticas agroecológicas e na gestão de microprojetos. Também vão receber as ferramentas certas para cumprir os princípios agroecológicos, como o uso de filtros de água, fogões que economizam lenha, mas também ter habilidades agrícolas e ergonómicas.

blueEnergy France

A blueEnergy foi criada em 2004 com o objetivo de fortalecer o acesso à energia para as populações vulneráveis da região da Costa do Caribe Sul na Nicarágua.

Visite o site

Objetivos

  • Formar 20 mulheres idosas e 20 mulheres com deficiência da associação em agroecologia e gestão de microprojetos.

Agir pour le Cambodge

Projeto 6: Acting for Cambodia

Fornecer formação em alimentação e hospitalidade às mulheres jovens e pobres, permitindo-lhes fortalecer seu papel na indústria e nas práticas agroecológicas.

Hoje, no Camboja, quase 40% da população rural vive abaixo da linha da pobreza. Nesta população estão as mulheres vulneráveis que não têm educação, qualificação e ocupam cargos com baixo rendimento. Em 2018, o Camboja ficou em 93º lugar entre 149 no Índice de Desigualdade de Género das Nações Unidas, sendo estas mulheres também vítimas do tráfico de pessoas. Em 2002, a Acting for Cambodia criou a Sala Baï Hotel School, em Siem Reap, perto de Angkor, o destino turístico mais dinâmico do país. A escola é para jovens cambojanos que vivem em extrema pobreza, oferecendo educação gratuita para 150 alunos por ano - sendo 70% do sexo feminino. Os alunos recebem educação e treino durante 11 meses na escola de hotelaria, incluindo 4 meses de estágio especializado numa das seguintes 5 áreas dentro da hotelaria: serviço de sala, cozinha, receção, serviço de quarto, cuidados pessoais e beleza. Também dentro da estrutura, 105 mulheres jovens serão treinadas em agricultura sustentável. Os alunos poderão praticar a agroecologia, sendo formados por professores especializados em agricultura da ONG Camboja. O projeto também planeia organizar workshops sobre os direitos das mulheres. Estes workshops serão organizados durante meio dia por semana e serão conduzidos por associações parceiras em vários temas de saúde sexual e reprodutiva, direitos das mulheres e das crianças, liderança e autoconsciência e respeito pelos direitos das pessoas LGBTQI+.

Agir pour le Cambodge

Acting for Cambodia é uma ONG francesa criada em janeiro de 1985, dando ajuda à emergência humanitária no Camboja, para as pessoas que se refugiam nos campos na fronteira com a Tailândia. Desde 1995, concentra os seus esforços nas pessoas que vivem na pobreza e na luta contra o tráfico de pessoas.

Visite o site

Objetivos

  • 105 jovens mulheres educadas com formação para a indústria hoteleira, em práticas agrícolas sustentáveis e direitos das mulheres.